Tuesday, August 29, 2006

Para Obrador, México está aberto para um golpe de Estado

29/08/2006

O candidato às eleições presidenciais mexicanas Andres Manuel López Obrador, do PRD (Partido da Revolução Democrática), disse que a recusa formal do Tribunal Eleitoral do México de fazer uma recontagem total dos votos abriu o caminho para um golpe de Estado no país. ''Com este tipo de decisão, a ordem constitucional é quebrada e o caminho para um usurpador tomar posse da Presidência através de um golpe de Estado está aberto'', disse, em um comício na noite de segunda-feira (28/8) na Cidade do México. ''Nos recusamos a reconhecer os resultados anunciados hoje pelo Tribunal Eleitoral que pretende legalizar a fraude cometida no dia 2 de julho. Nos recusamos a reconhecer Felipe Calderón Hinojosa como o presidente da República'', afirmou.

Cautela

O Tribunal Federal Eleitoral mexicano tem até o dia 31 de agosto para divulgar o resultado de uma recontagem parcial de votos. Além disso, a corte deve decidir até o dia 6 de setembro se declara Calderón o presidente eleito ou se anula a eleição. O candidato conservador mexicano lembrou que a corte não confirmou ainda sua vitória, mas disse que a decisão da segunda-feira o satisfez enormemente. ''Quero ser cauteloso… mas estamos em um ótimo caminho'', disse Calderón. De acordo com o Instituto Federal Eleitoral do México, Calderón venceu as eleições com uma diferença de 244 mil votos (0,58%) sobre Obrador.


Leia também: Juízes decidem arquivar denúncias de fraude eleitoral

Da redação, com agências
Diário Vermelho

0 Comments:

Post a Comment

<< Home